O Exame para Identificar Melena, ou Sangue nas Fezes, é muito solicitado não somente pelos coloproctologistas, como pelo médicos clínicos e de outras especialidades. Tem como objetivo principal identificar a presença de sangue não visível misturado às fezes. A intenção é identificar precocemente a possibilidade de um câncer do intestino. Há 2 métodos possíveis – um com uso de guaiaca, que é uma substância capaz de mudar de cor ficando azulada quando em presença de hemoglobina e outro com uso de testes imunológicos , que consistem em detectar o sangue através do uso de anticorpos. Os últimos são mais sensíveis, identificando perdas menores. Perdas de 10 ml de sangue ao longo das 24 horas do dia podem ser identificadas no método de guaiaca e perdas ainda menores – de cerca de 1 ml- podem ser detectadas em testes imunológicos. Outra vantagem dos testes imunológicos é que o paciente não precisa se submeter a uma dieta especial às vésperas do exame. No método de guaiaca, deve-se suspender o uso de alguns alimentos 72 horas antes do exame, que podem interagir com a substância química, alterando Erroneamente o resultado do teste. Veja lista a seguir: beterraba, melão, cenoura, peixe, carne vermelha, nabo, couve-flor, pepino, cogumelo, rabanete, brócolis. Medicamentos como vitamina C, anti-inflamatórios e aspirina também devem ser suspensos.

proctologista em bh sangue nas fezes

Por que o médico solicita esse exame? Para rastreamento do câncer de intestino, que, hoje em dia, já é o segundo câncer mais comum na mulher e o terceiro no mundo (excluindo-se os cânceres de pele não melanoma). O câncer de intestino tem uma evolução prolongada e demora muito para aparecerem os sintomas. Todavia, é comum que ele cause pequenos sangramentos , na maioria das vezes, não visíveis. Se o paciente tiver um exame de sangue oculto nas fezes positivo, independentemente da idade ou da presença de sintomas, deverá ser submetido a uma colonoscopia.

É importante lembrar que não é apenas o câncer intestinal o responsável pelo sangramento intestinal invisível. Outras doenças podem causar também uma pesquisa de sangue oculto positiva, tais como pólipos, hemorroidas, fissuras anais, doença inflamatória intestinal, doença diverticular, dentre outras. Estima-se que apenas 1 a cada 50 exames positivos de sangue oculto se deve a um câncer; todavia, para essa única pessoa que conseguiu detectar precocemente o câncer de intestino e, por certo, irá conseguir a cura com mínimas ou nenhuma sequela, vai ter valido a pena. O rastreamento do câncer colorretal deve se iniciar aos 45 anos; todavia, como estamos vivenciando tumores intestinais cada vez mais em pessoas jovens, acho prudente iniciar a pesquisa com sangue oculto nas fezes à partir do 40 anos, anualmente e, após os 45 anos, iniciar o rastreamento pela colonoscopia. Se o paciente já tiver feito uma colonoscopia, não há indicação de realizar mais o sangue oculto nas fezes – o seguimento deverá ser realizado com a colonoscopia nos intervalos indicados pelo seu médico, dependendo dos resultados do exame anterior. Já existem trabalhos científicos que provaram que o início do uso de pesquisa de sangue oculto nas fezes para rastreamento do câncer colorretal diminuiu a mortalidade por essa doença em 32%. Procure o seu médico.

CONSULTAS COM A DRA RAÍSSA CARVALHO
2ª e 4ª – Adulto e Pediátrica

Nome:

Telefone:

E-mail:

Consulta:

Data de preferência:

Período:

ManhãTarde

.

EXAME DE COLONOSCOPIA – DRA RAÍSSA CARVALHO
6ª a tarde

Nome:

Telefone:

E-mail:

Exame:

Data de preferência:

Período:

Tarde

.

EXAME DE ENDOSCOPIA – BELO HORIZONTE
6ª a tarde

Nome:

Telefone:

E-mail:

Exame:

Data de preferência:

Período:

Tarde

.